Como a imaginação não tem limites neste blog podem ver desde receitas, artesanato a uma panóplia de coisas

03
Out 07

O meu quarto estava a precisar de um face-lift devido à profusão de fendas e de manchas nos motivos florais do tecto. A cor, escolhida há 6 anos, a famosa “casca de ovo”, promovia um certo monocromatismo aborrecido, apesar de alguns focos de luz fomentados pelas portadas da janela e pelos rodapés em tons de chocolate. A dimensão diminuta do quarto não deixa fazer muito mais, a não ser a colocação estratégica de uma porta/espelho de madeira (que eu recolhi do lixo), muito floreada, e que algures no tempo, pertenceu a um antigo armário. O quarto precisava de uma piéce de resistence. Escolhi a parede mais importante da divisão e pintei-a de um azul da Dyrup (cor indicada para um quarto), sem brilho; fiz o desenho em acetato, recortei e passei-o para a parede. Os motivos florais foram pintados com um azul mais claro, da mesma marca, mas muito brilhante e utilizando um pincel nº 2.

O resultado é este: um quarto contemporâneo (as portas do armário em cerejeira, com pequenos puxadores metálicos; as luzes da parede em madeira e metal, cama e o candeeiro de tecto) mas eivado de um sentimento clássico (o espelho, a colcha de seda, muito antiga, com pequenas flores bordadas, as portadas, estuque no tecto e os motivos na parede).

Porque a tinta dos motivos florais é bastante mais brilhante do que a da base da parede, esta assemelha-se a um bonito papel de parede antigo.

Duração do trabalho: 3 semanas

Custo: 67 € (3 latas de tinta branca, 2 latas de azul + uma lata de azul cintilante; massa para tapar as fendas, um suporte de rolo, de 2,50m e uma trincha)

publicado por Susana às 12:17

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO